TRANSFORME O CONSUMO EM CONSCIENCIA

Com certeza você já ouviu falar em consumo consciente e moda sustentável. Até pouco tempo esses conceitos estavam apenas no papel, não havia investimento real, porém agora trata-se de uma tendência que veio para ficar. Por isso, é importante que você entenda as propostas e mudanças que a moda sustentável traz e como você pode aderir a essa nova maneira de produção e consumo.

Afinal, por trás das roupas que compramos está a produção em massa, para atender o consumismo, a chamada fast fashion. E no meio desse processo, os resíduos químicos chamam a atenção, pois a indústria da moda é uma das que mais polui no mundo. A moda sustentável vem para questionar esse modo de produção e consumo.

Neste artigo buscamos explicar o conceito de consumo consciente e moda sustentável, e o motivo pelo qual você deve aderir essa nova tendência. Confira

Fast Fashion = produção insustentável

Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, a indústria da moda responde por algo entre 8% e 10% das emissões globais de gases-estufa, mais que a aviação e o transporte marítimo juntos. “É o segundo setor da economia que mais consome água e produz cerca de 20% das águas residuais do mundo”. Segundo a jornalista Daniela Chiaretti, a indústria libera 500 mil toneladas de microfibras sintéticas nos oceanos todos os anos.

 

O modelo de moda rápida ganhou força a partir da década de 1990 quando os consumidores se viram diante de encontrar nas lojas coleções novas praticamente todas semanas e com o preço baixo. Atualmente as pessoas consomem, em média, 60% mais peças do que há 15 anos e os itens são descartados por metade do tempo de antes.

 

Com base nesses dados é possível concordarmos que a cadeia da moda no mundo é insustentável. Os agrotóxicos usados para o plantio do algodão, as tintas e outros produtos químicos usados na fabricação, além dos resíduos das roupas descartadas em aterros são os custos ambientais de uma peça de vestuário.

Consumo consciente

Qualquer tipo de consumo, seja de produto ou serviço, traz consigo consequências positivas e negativas. É necessário entender que o ato de consumir afeta não apenas o consumidor, mas também o meio ambiente, a economia e a sociedade como um todo.

 

Existem algumas ações que ajudam a consumir de modo consciente. Por exemplo: produzir menos lixo, saber a origem e os processos de fabricação dos produtos que você compra, entender os impactos causados ao longo de toda sua vida útil. Desde a extração da matéria-prima ao descarte final.

 

Uma das atitudes essenciais do consumo consciente é evitar fazer compras de maneira impulsiva. Além de ajudar a economizar, essa prática ajuda a refletir sobre necessidades reais e consumismo.

 

Moda sustentável

 

A moda sustentável está atrelada ao consumidor e seu modo de consumo. A ideia aqui também é a reflexão antes de efetuar a compra, preocupando-se não apenas em comprar menos peças, mas também com o modo de produção da marca e a posterior destinação dessas peças.

 

Da etapa de produção de tecidos ao consumo desmedido e rápido descarte de peças usadas, a população global vem acabando as fontes de matéria-prima. Isso sem contar a poluição e degradação do meio ambiente. Por séculos não nos preocupamos com as consequências, mas agora elas estão aparecendo de forma acelerada.

 

Com os dados de poluição e o aquecimento global acelerado, fica cada vez mais nítida a busca por alternativas para a conservação do meio ambiente por parte da indústria fashion. Deste apelo surgiu a moda sustentável, que busca cada vez mais engajar os consumidores  em ações ligadas ao consumo consciente.

 

A moda sustentável em si está ligada à forma com que as peças são produzidas. O conceito tem como base a preocupação em usar métodos de produção que não produzam impacto ambiental ou que pelo menos minimizar esse impacto.

 

Na moda sustentável, são aplicados métodos que são menos poluentes, como:

 

  • Adoção de métodos alternativos de tingimento, a fim de não poluir o solo e a água. É possível utilizar corantes naturais e menos tóxicos;
  • Uso de tecidos eco-friendly, que são compostos por fibras orgânicas, tecidos desfibrados e materiais recicláveis. É necessário menos água e produtos químicos para a produção;
  • Reutilização de tecidos e outros materiais usados e descartados;
  • Investimento na produção de artigos de qualidade e que sejam atemporais;
  • Reutilização de água durante a fabricação têxtil;

Dando o primeiro passo

O primeiro passo para se tornar uma consumidora consciente e aderir a moda sustentável é analisar seu guarda-roupa e manter nele somente aquilo que você usa. As roupas que você não gosta ou não servem mais, você pode doar ou vendê-las em brechós, sites, lojas de aluguel de roupas ou até mesmo trocar com suas amigas!

 

Quando bater aquela vontade de comprar uma peça, pergunte-se: “Será que eu realmente preciso dessa peça ou é o meu ‘eu’ consumista que deseja comprar?”. Se realmente precisar, busque marcas que sejam eco friendly, ou melhor ainda, compre em um brechó físico ou online!

 

É importante entender que a moda sustentável não é apenas para quem tem muito dinheiro. É possível encontrar preços e níveis de qualidade diferentes, assim como no modo fast fashion. Tem artigos para todos os estilos e orçamentos, portanto, não tem desculpa para não aderir essa nova tendência. Que tal fazer sua parte e começar já a repaginar seu guarda-roupas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *