O que rolou na SPFW N52

Depois de dois anos, os modelos voltaram às passarelas do São Paulo Fashion Week para a edição de número 52. Agora em formato híbrido, com 27 desfiles presenciais e 24 virtuais, o evento contou com marcas emergentes e novas promessas para o momento pós-pandêmico.

A SPFW N52 ocorreu entre os dias 16 e 21 de novembro de 2021 no Pavilhão das Culturas Brasileiras no Parque do Ibirapuera e, das 51 marcas, 8 eram estreantes: Baska, Bispo dos Anjos, Bold Strap, Corcel, Depedro, Fauve, Mnisis e Von Trapp.

A edição trouxe um casting repleto de diversidade nas marcas do Projeto Sankofa, principalmente. O Projeto, criado pelo movimento Pretos Na Moda e pela startup de inovação social VAMO (Vetro Afro Indígena na Moda), selecionou oito designers para desfilarem suas criações.

Com objetivo de dar espaço aos estilistas negros dentro da moda brasileira, Rafael Silvério da VAMO e dono de uma das marcas selecionadas, a Silvério, pontua que “a moda preta brasileira é muito mais diversa do que os estereótipos que nós estamos acostumados a ver”.

Outra novidade são os modelos que pisaram, pela primeira vez, na passarela da SPFW. Além das celebridades, como Camilla de Lucas, Ícaro Silva e Rainer Cadete, destaca-se também o modelo angolano Mustafar, de 21 anos que, em menos de um ano de carreira no Brasil, já alcançou o cenário da moda nacional.

Pedro Andrade no primeiro dia de SPFW

A marca do casal Pedro Andrade e Paula Kim que abriu os desfiles, trabalha com a dualidade e mistura entre a flora nacional e o modernismo. Tendo a sustentabilidade como um dos pilares principais, utilizando “couro” de cacto e fibras biodegradáveis, a P. Andrade faz referência a grandes mestres do design e da arquitetura nacional.

Segundo dia conta com temas de filme, jogos e temas importantes

A marca À La Garçonne comemora 30 anos sob direção criativa de Alexandre Herchcovitch e investiu na temática do filme “O Exorcista”, somado a peças francesas da força de trabalho da década de 20.

Sendo a primeira a desfilar digitalmente neste dia, a marca apresentou sapatos sem salto, peças com patchwork e tecidos com estampas sustentáveis que, ao invés de fazer uso de água, foram produzidas por meio de uma impressora.

A coleção da marca Ronaldo Fraga, apresentada com o Fashion Filme “Entre Tramas Beijos”, mostra Guabiruba, zona rural de Santa Catarina e um dos mais importantes centros da indústria têxtil brasileira.

O desfile traz uma mensagem de otimismo seja qual for sua crença e o resgate da felicidade da moda. Na passarela, em parceria com a RenauxView, a marca contou com casting diverso, incluindo funcionários da fábrica como Walter Orthmann, de 99 anos.

O SPFW e a Garena Free Fire, em parceria com o Santander Brasil, trouxeram modelos e gamers desfilando juntos com projeções dos jogos, nas quais personagens usavam skins (trajes) semelhantes às desfiladas. As peças até poderiam ser compradas em um leilão com lance mínimo de 2000 reais.

Diversidade, brasilidade e alegria presentes no terceiro dia

Sankofa – Meninos Rei – SPFW N52 Foto: Ze Takahashi/ FOTOSITE

Aplaudido de pé, o desfile da Meninos Rei, marca dos irmãos Céu e Júnior Rochas, foi repleto de homenagem a Exu, trancas ruas, pombagiras e outras entidades marginalizadas.

As peças foram marcadas pelo uso de tecidos africanos, muitas cores e estampas. Além disso, o destaque ficou como o casting mais diverso da temporada, com corpos pretos, gordos e trans.

Vestidos, blusas, tops e tudo o que tinha direito: crochê para todos os lados. A marca Ateliê Mão de Mãe, etiqueta de Vinícius Santana e Patrik Fortuna, nasceu no início da pandemia como forma de sustento para mulheres crocheteiras buscando potencializar os saberes e fazeres manuais.

A estreante na SPFW, Von Trapp, foi lançada por meio de um filme que reflete sobre espiritualidade com técnicas tridimensionais. “Matronae” é um neologismo que dá nome à coleção e traduz a conexão que temos com nossas mães e com o feminino. Na passarela, foi possível ver muitas cores vibrantes – principalmente vermelho e azul -, plissados, transparências, mangas bufantes e tecidos esvoaçantes.

Desfile externo, imersão tecnológica e celebridades na passarela: resumo dos dias 19 e 20 de novembro

Em desfile externo no dia 19, apresentado no Centro Cultural de São Paulo, em parceria com a comunidade Yuba, formada por descendentes e imigrantes do Japão, a marca Fernanda Yamamoto celebrou a cultura japonesa.

A coleção se concentrou em modelos de quimonos, com ponto de partida em figurinos de espetáculos da comunidade japonesa, somados a itens tradicionais como cerâmicas e instrumentos musicais.

No dia 20, a marca Esfér fez seu primeiro desfile físico e com foco em acessórios. Com imersão tecnológica e uma coleção conceitual, a ideia era que as jóias não tivessem nem começo e nem fim, e o verso era também frente. Como aponta a marca, “gerando curiosidade e fascínio pelas peças”.

A marca foi responsável pela mistura de off-white com cores neon, estampas inspiradas em plantas de cura, bordados com técnicas manuais e acessórios de palhas e folhas, feitos pelo Labo Young.

No mesmo dia, a coleção Cura, da Apartamento 03, fez reflexão sobre o período pandêmico e  convida a enxergar a luz no fim do túnel, com um casting bem midiático: Rita Carreira, Ícaro Silva e Camilla de Lucas.

Encerramento no Caminho Niemeyer em Niterói, no Rio de Janeiro

Encerrando a SPFW, no dia 21 de novembro, a marca de Lenny Niemeyer obteve a licença poética e geográfica pela celebração de 30 anos de sua carreira, sendo uma das maiores estrelas da moda praia feita no Brasil.

O desfile contou com a recuperação das peças e modelagens mais marcantes de sua história, tendo toda a coleção baseada em círculos. Eles foram os responsáveis por dar volumes tridimensionais a maiôs e biquínis, definir camadas e babados de vestidos e saídas de praia e orientar as cores e desenhos das estampas.
Nós, do Toma, Agora É Seu, já estamos ansiosos para a próxima edição do São Paulo Fashion Week. E vocês, têm uma coleção queridinha dessa edição? Nos conte no nosso Instagram!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.