Não tenho planos, mas tenho um look perfeito!

Nós temos o costume de comprar roupas fazendo planos e pensando em usá-las em uma data específica, mas esse costume, além de limitar as possibilidades de combinações do nosso guarda-roupa, faz com que nos tornemos consumistas e nada sustentáveis.

Nossas roupas serão o “look perfeito” e só terão histórias se as vivermos. É isso mesmo, não adianta ficar guardando aquela peça x apenas para uma ocasião especial. Pensa com a gente: depois de usar a peça uma única vez, você vai fazer o que com ela?

Nada de falar que vai ficar guardada eternamente em uma caixa, porque roupa é para ser usada! Mas, tudo bem, a gente entende que tem peças que são mais difíceis de usar em ocasiões cotidianas, por isso separamos várias dicas para você ousar nos looks e criar um guarda-roupa cheio de histórias.

Transformar nosso armário na tradução de moda afetiva, depende apenas de como nós mesmas lidamos e nos relacionamos com elas.

Brilho durante o dia pode sim!

Tecidos metalizados, com glitter, paetês e lantejoulas são comumente associados à noite, mas é super possível criar composições para o uso em plena luz do dia. A primeira opção é combinar esses tecidos com alfaiataria, proporcionando, assim, contraste entre os tecidos.

Mesclar uma peça de brilho no estilo street style deixa tudo mais glamouroso. É possível combinar um vestido de paetê com tênis básico, uma blusa de tecido metalizado com legging ou ainda um calçado com muito brilho junto com um look todo preto, por exemplo.

Vestido de festa para o dia-a-dia

Com glitter ou não, os vestidos de festa também podem virar “vestidos de dia-a-dia” se forem combinados com uma peça de street wear, pois ocasiona uma “quebra” de expectativa e equilibra o look.

Experimente colocar um blazer mais alongado junto àquele vestido tubinho ou uma jaqueta jeans para os vestidos mais detalhados e trabalhados. Também é possível apostar em sapatos mais pesados, como o coturno, para vestidos longos de festa.

Você merece trabalhar com um moletom confortável

Olha a alfaiataria salvando mais uma vez: junte com o moletom e você terá um look de trabalho super confortável e estiloso. O interessante dessa combinação é que você pode brincar, inclusive, com o tamanho das peças.

Aqui a regra é se jogar e ousar e invista tanto nos com capuz quanto nos não tem. É possível combinar um modelo de moletom mais básico e sem gorro com calça alfaiataria e sobreposição de camisa aparecendo, ou até um modelo com capuz e bolso canguru com calça e blazer social oversize como a musa desse tipo de composição: Hailey Bieber.
Independentemente de como você combina suas peças, lembre-se sempre de balancear os contrastes e, o mais importante, se te deixa confiante e feliz, você vai arrasar usando! Gostou desse conteúdo? Segue nosso Instagram para ver mais.