A VIDA É MUITO CURTA PARA NÃO USAR A ROUPA QUE VOCE QUISER

 

Atualmente a moda é extremamente volátil e muda com muita frequência. Essa é uma das táticas da indústria para que as pessoas comprem cada vez mais peças a fim de estarem antenadas com as tendências. Porém, nem tudo que fica bom em mim, fica bom para você, certo? E mesmo sabendo disso, muitas mulheres se sentem inseguras para utilizarem as roupas que gostam e se sentem confortáveis.

A vida é muito curta para seguir uma única moda

Com as mudanças frequentes nas tendências da moda, é muito difícil conseguir estar sempre acompanhando o que está acontecendo. E mais difícil e insustentável ainda é comprar as novas peças. Mas nós sabemos que isso é desnecessário, e vamos combinar que nem sempre gostamos do que é tendência no momento. Então, para que vamos nos enquadrar no que não gostamos ou ficamos desconfortáveis?

A moda é uma tendência imposta a nós, que aceitamos sem titubear. Não somos obrigadas a seguir à risca, apenas para sermos aceitas socialmente. A vida é muito mais do que temer o julgamento alheio.

A vida é muito curta para se importar com julgamentos

A verdade é que é muito triste nos vestirmos de forma que não gostamos, ou só usar para ser bem vista por outras pessoas. Se vestir de acordo com “está marcando minha barriga”, “não tenho mais idade para me vestir assim”, “chama muito a atenção”. Não somos obrigadas a corresponder às expectativas da sociedade, não precisamos da aprovação de ninguém! A única coisa que importa é você se olhar no espelho e gostar do que vê, sair feliz de casa para ir ao mercado ou para o trabalho

A vida é muito curta para não ter um estilo pessoal

Somos todas pessoas singulares, que podemos ou não gostar das mesmas coisas ou estilos. Quando encontramos outras pessoas que gostam das mesmas coisas que nós, encontramos então um grupo com o qual nos identificamos. Se você se adequa com essas pessoas, por que vai se importar com o que pessoas de outros grupos pensam de você?

Uma vez que entendemos isso, e que não precisamos mais da aceitação de todos ao nosso redor, nos libertamos para sermos quem realmente somos. Temos que nos enxergar e entender nossos próprios gostos, o que nos faz bem e o que não faz, para então sabermos qual é o nosso estilo.

A vida é muito curta para não usar a roupa que você quiser

Quantas vezes vestimos algo que não gostamos, porém usamos para agradar alguém ou porque simplesmente está na moda? Deixamos de ser nós mesmas para sermos outra pessoa e perdemos nossa própria essência. Passamos por cima do conforto e do nosso estilo por conta de julgamentos.

E cá entre nós, tem coisa mais gostosa do que se olhar no espelho e se sentir feliz, segura e com a autoestima lá em cima?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *